Pouco moderna

Sonia Racy

25 Julho 2015 | 01h07

Para Pedro Passos, do Iedi, o Brasil já tem maturidade suficiente para que as negociações trabalhistas se deem entre empresas e trabalhadores.

Isto é, a MP que permite que empresas em dificuldades reduzam a jornada de trabalho e o salário dos funcionários, assinada por Dilma esta semana, não seria necessária se houvesse liberdade para negociação entre as partes.

Aliás, essa MP traz um ônus para o governo: parte das perdas dos trabalhadores terá de ser reposta pelo FAT.