Porta fechada

Redação

21 de janeiro de 2009 | 06h00

Bom-gosto não é suficiente para enfrentar a revolução tecnológica. Após 31 anos de atividades, está fechando as portas, no Rio, a gravadora independente Kuarup.

Em email, ela diz que “a crise do CD é irreversível”.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.