Porta fechada?

Sonia Racy

26 de agosto de 2011 | 23h15

A Comissão de Ética Pública ligada à Presidência enviou recomendação a BC, BB, CEF e BNDES. Nela, pede para que seus servidores, quando afastados por qualquer justificativa, não atuem em consultorias privadas. E avisa que, se o fizerem, poderão sofrer punições.

O objetivo é impedir o repasse de informação privilegiada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: