Porta dos Fundos espalha denúncia falsa como parte de campanha contra fake news

Marcela Paes

02 de outubro de 2020 | 09h49

FÁBIO PORCHAT – FOTO: PEDRO DIMITROW

O elenco do Porta dos Fundos se engajou, com apoio de diversos humoristas, na luta contra as fake news, em parceria com a Agência Lupa.

Nesta semana o grupo espalhou intencionalmente  uma falsa denúncia contra a Agência Loki – empresa que dizia abertamente oferecer o conceito de “gerenciamento da percepção”, uma estratégia que busca produzir declarações e falsos eventos e dados para favorecer a narrativa de grupos ou empresas.

Como esperado, as publicações de Fabio Porchat, Marcelo Adnet,  Antonio Tabet  e Yuri Marçal, entre outros,  viralizaram e muitos difundiram a informação sem checagem.

O detalhe? A agência Loki não existe.

A ideia por trás da campanha foi usar a visibilidade dos artistas para mostrar a facilidade com que uma notícia falsa  foi compartilhada como um fato verdadeiro por milhares de pessoas.

“O objetivo  foi impactar o maior número de pessoas possíveis. Com humor, podemos dar visibilidade, provocar debates e reflexões sobre assuntos importantes”, conta Christian Rôças (Crocas), CEO do Porta dos Fundos.

Agora, o Porta e a Lupa vão disponibilizar uma página com conteúdos educacionais contra a disseminação de informações falsas, orientando o uso responsável das redes sociais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: