Por una cabeza

Sonia Racy

10 de novembro de 2013 | 01h03

O Jockey de SP está nos finalmentes da renegociação de R$ 43 milhões devidos à União – dívida que vem crescendo desde 1990. “Estamos entrando no Refis”, explica Eduardo da Rocha Azevedo, presidente da instituição.

Assim que esse acordo for selado, o clube poderá sacramentar a venda de sua antiga sede, no centro de São Paulo, à VV Transportes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: