Por etapas

Redação

17 de março de 2009 | 06h00

Nada mais didático, para avaliar a crise no Estado de São Paulo, do que comparar o consumo de energia de fevereiro com o fevereiro anterior. A indústria consumiu 12,2% menos, o comércio cresceu 1,3% e o consumo residencial deu empate.

Ou seja: a crise bateu forte na indústria mas não pegou ainda o consumidor.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.