Policiais armados removem cadeiras de praia em Trancoso

Policiais armados removem cadeiras de praia em Trancoso

Sonia Racy

23 de fevereiro de 2017 | 00h30

IMG_8664 Donos de pousadas à beira-mar em Trancoso entraram em estado de choque, anteontem, quando policiais camuflados e armados (ver foto acima) apareceram para retirar todas as cadeiras de praia oferecidas a hóspedes. Os policiais justificaram mostrando notificação da secretaria de Meio Ambiente de Porto Seguro que diz que “cadeiras, mesas e espreguiçadeiras colocadas na praia estão suprimindo área de restinga”.

A ação causa estranheza por dois motivos. Primeiro: foi feita de maneira agressiva. Além das metralhadoras, o promotor recomenda que se necessário, “ proceda a prisão em flagrante ….por crime de resistência, desobediência ou obstrução de fiscalização.” Segundo: as cadeiras e mesas estavam na areia, sem invadir a vegetação. Indagado pela coluna ontem, o promotor Wallace de Barros, responsável pela medida, afirmou o que notório. o local é área de preservação permanente. E justificou: “Usamos imagens de satélite do Google e do GPS na fiscalização feita há alguns anos e detectamos que essa vegetação vem diminuído ano a ano”, explica. Por causa das cadeiras?