Podemos desiste de filiar governador citado na operação da PF

Sonia Racy

24 de dezembro de 2019 | 00h30

Subiu no telhado a mudança partidária do governador João Azevedo, da Paraíba, que se desfiliou do PSB e estava de malas prontas para o Podemos. Seu nome apareceu na Operação Calvário da PF. À coluna, Álvaro Dias contou que está “quase certa”, porém, a filiação do senador Veneziano Neto, também do PSB paraibano.

Outro futuro filiado é o senador Flávio Arns, hoje na Rede, e cuja filha, Caroline Arns, assinou sua ficha no Podemos e disputará a prefeitura de Curitiba.

A postos

Na mira do Podemos também estão nomes do PL e PSL, e Dias não desistiu de atrair Moro. “Agora temos que poupar nosso ministro. Temos tempo”.

Proximidade

Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB, aliado de João Doria, prestigiou a confraternização que o vice-presidente do PSL, Antonio Rueda, ofereceu, no fim de semana, no Recife. Estavam lá Bivar, que comanda o ex-partido de Bolsonaro, e o advogado Ademar Rigueira.

Rueda admite a aproximação com o PSDB e diz que 2020 está na porta. O neotucano Gustavo Bebiano, aliás, foi convidado mas não pôde ir.

Proximidade 2

O líder do Cidadania, deputado Daniel Coelho, passou na ‘confra’, um sunset em um museu que reuniu profissionais de oito unidades do escritório de advocacia de Rueda no Brasil.

À mesa

Três pré-candidatos do PT a prefeito de SP – Alexandre Padilha, Eduardo Suplicy e Jilmar Tatto –, jogaram futebol com Lula, domingo, em Guararema. Mas à mesa com o ex-presidente, no almoço após a pelada, só Wellington Dias, do Piauí, por quem Lula – que o chama de “índio”–, não esconde predileção, entre os governadores.

Já Haddad não ficou para o almoço. Nem Chico Buarque… Revelação no quesito preparo físico, o cantor saiu logo após a partida, com a mulher, Carol Proner…

Reforço

A Pinacoteca incorporou novas doações a seu acervo, doadas por colecionadores privados. Um bordado de Rosana Paulino, uma performance de Élle de Bernadini, e pinturas de Lula Cardoso Ayres e Helios Seelinger, além de um trabalho histórico de Arthur Barrio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: