Piratas do Caribe

Redação

26 de outubro de 2008 | 06h00

Durante passagem pelo Brasil, Pedro Juan Gutiérrez contou que tem poucos exemplares de seus livros lançados em outros países. As editoras até mandam para sua casa, em Havana, mas eles somem, reaparecendo na mão de alguém, que bate em sua porta, em busca de autógrafo.

Como em Cuba seus livros são censurados, ele dá o autógrafo e deixa pra lá.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: