Pimentinha na telona

Sonia Racy

04 de julho de 2012 | 01h00

Os fãs de Elis Regina já podem comemorar. A cinebiografia da cantora está confirmada. Será dirigida por Hugo Prata e roteirizada por Nelson Motta.

O filho da musa, João Marcello Bôscoli, falou com a coluna sobre os direitos das músicas e revelou que gostaria de ver uma atriz desconhecida no papel de sua mãe.

Os filhos irão contribuir com palpites no roteiro?

Se for consultado, opinarei com prazer. Hugo é meu amigo e Nelson, meu padrinho querido, portanto, sinto-me confortável em participar. Todavia, haverá liberdade total para desenvolverem o projeto.

Quem você gostaria de ver no papel da Elis? E do Bôscoli?

Elis eu gostaria que fosse interpretada por alguma atriz nova, com frescor. E Mateus Solano é um Bôscoli perfeito.

Já pensou em alguém para direção musical do filme?

Essa prerrogativa é do diretor, mas nomes como maestro Antonio Neves (Osesp), Roberto Menescal e Cesar Camargo Mariano, são boas sugestões.

Como foram as conversas com Hugo Prata?

Tranquilas. Segundo ele, é o projeto de sua vida.

Foram liberados os direitos?

Sim. Aproveito para registrar que acho fundamental a necessidade de mudança legislativa nesse campo. Para retratar alguém não deveria ser preciso pedir autorização para herdeiros ou familiares. Isso geralmente atrapalha. / MARILIA NEUSTEIN

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.