Petit comité

Sonia Racy

30 de maio de 2014 | 01h06

Para Galvão Bueno, os espanhóis não estão na lista dos favoritos a vencer a Copa. Pouco antes de discursar no jantar que ganhou de José Victor Oliva – quarta, na casa do empresário – o locutor afirmou à coluna ter feito uma pesquisa: “Desde 1930, as finais dos Mundiais sempre têm a presença de Brasil, Alemanha, Itália ou Argentina. A única exceção foi a da África do Sul”.

Galvão está preparado para uma eventual final entre Neymar e Messi? “Aí acho que eu morro!”, brincou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: