Pesquisa indica que 84% dos brasileiros preferem destinos nacionais pós-pandemia

Sonia Racy

22 de agosto de 2020 | 00h56

ACM Neto. Foto: Lúcio Távora/A Tarde

Para saber o que o turista brasileiro pretende fazer após a pandemia, ACM Neto, prefeito de Salvador, encomendou pesquisa nacional que o deixou agradavelmente surpreso: 83,8% dos viajantes brasileiros focam… destinos nacionais. E desses, nada menos que 18,2% desejam ir para… a Bahia.

A segunda cidade do desejo é… São Paulo, com 12,7% de intenções e em seguida Rio, com 10,6%. As três cidades mais citadas pelos entrevistados? Salvador (9,87%), Rio (4,62%) e Recife (4,46%).

O instituto Qualitest ouviu 1,6 mil pessoas no Brasil. Dessas, 26,3% residem nos estados de São Paulo, 16,1% no Rio e 14,3% em Minas Gerais.

Dos menos de 20% que focam no exterior, 20,9% cita como destino preferencial os… EUA. Em segundo lugar, com 12,9%, vem Portugal e só depois a Argentina, com 8,6%.

No ataque

Jaques Wagner, Humberto Costa e Alexandre Padilha entre os que entraram com pedido de representação para que o CNMP apure “eventual violação de deveres funcionais e conduta ilegal” de Soraya Taveira Gaya, do MP do Rio. O caso? Processo da “rachadinha” no ex-gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj.

Retomada

Marcada a estreia do Ocupa Rua: dia 1º de setembro. O projeto reúne 31 restaurantes de SP, que transformaram seu entorno em um boulevard, onde clientes podem ser servidos na…rua.

Tela brasilis

O filme Narciso em Férias, sobre a prisão Caetano Veloso em 1968, terá exibição no Festival de Veneza, dia 7 de setembro. Na pandemia, a capacidade dos cinemas que participam do festival será reduzida em 50% e o número de sessões, ampliado.

Impedidos de estarem presentes, os diretores Ricardo Calil e Renato Terra participam por meio de videoconferência.

Sentiu…

Soninha Francine faz live hoje pelo YouTube e Facebook sobre legalização do aborto no Brasil. A vereadora lembra à coluna que interrompeu “gravidez indesejada” na década de 80 – “aos 20 e poucos anos” – e que conseguiu fazer isso em “consultório horroroso, pelo equivalente a R$ 700 de hoje”.

… na pele

Volta e meia, ela recebe mensagens de meninas pedindo orientações para abortar. “Imagine o desalento”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.