Pesquisa aponta falta de recursos e funcionários como principais problemas de parques brasileiros

Pesquisa aponta falta de recursos e funcionários como principais problemas de parques brasileiros

Sonia Racy

11 de abril de 2021 | 00h50

Foto:Pixabay

Falta de funcionários, de recursos e de infraestrutura básica foram os três maiores problemas encontrados em pesquisa que mapeou a gestão de 370 parques brasileiros, nas cinco regiões do País. Dentre o universo entrevistado pelo Instituto Semeia, 49% dos parques contam com equipes de até 10 funcionários e 9% possuem apenas uma pessoa em seu quadro de colaboradores. 

 De acordo com Mariana Haddad, que coordenou o relatório, só 13% dos parques geraram receita por meio da cobrança de ingresso em 2019, mas em 62% este recurso financeiro não foi revertido diretamente para o local. 

 Letras fortes  

 Alexandre Martins Fontes, da Câmara Brasileira do Livro, vai reativar grupo que luta para barrar a taxação de livros. Segundo ele, a CBL e o Sindicato Nacional dos Editores de Livros já estão articulando ações. “Essa afirmação de que só rico lê livros é falsa. E mesmo que fosse verdade, instituir a taxação não iria na contramão de um processo de democratização da leitura?”, afirma. 

 Letras fortes 2 

 E Gabriel Chalita vai lançar uma editora de livros. O escritor se juntou à agência de influenciadores digitais Non Stop para dar vida à editora Serena, que será voltada ao público infantojuvenil e de jovens adultos. Abrem os trabalhos com livro do próprio Chalita, Viver É Verbo, além do infantil O Príncipe Feliz e Outras Histórias, de Oscar Wilde.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.