Perícia soma valores citados por Silval, total de desvios chega a R$ 1,16 bi

Sonia Racy

22 de junho de 2019 | 00h55

Desconto

A auditoria independente PP&C – contratada por uma das pessoas acusadas por Silval Barbosa – periciou a delação do ex-governador de Mato Grosso. O laudo está pronto e foi entregue ao STF.

A conclusão da análise de 11 volumes e mais de 100 apensos de documentação é que Silval confessou ter roubado nada menos do que… R$ 1,158 bilhão.

Desconto 2

O político teve colaboração homologada pelo STF em 2017, quando ficou acertado que pagaria uma indenização de R$ 70 milhões aos cofres públicos de seu Estado.

Bom entendedor

A manifestação que o Vem Pra Rua marcou para o dia 30 foi convocada em apoio de Sergio Moro – e de seu pacote anticrime – e em defesa da reforma da Previdência de Guedes. Já sobre Jair Bolsonaro… nada foi mencionado.

Antecipando

Acordo entre MP e governo paulista já está pondo em prática uma das inovações previstas no pacote anticrime de Moro – a criação de um Banco de DNA dos condenados nos presídios.

Em menos de um ano, informou o MP à coluna, 3.200 amostras de DNA foram obtidas em sete presídios estaduais e repassadas ao Banco Nacional de Perfis Genéricos. São dados que podem, entre outras, inocentar réus.

Contra armas

Os institutos Igarapé e Sou da Paz se juntaram aos partidos e organizações que contestam, no STF, o decreto do governo sobre porte de armas. Serão representados por Beto Vasconcelos e Daniel Sarmento.

O Senado já votou pela suspensão do decreto e a pauta será votada pela Câmara na próxima semana.

Confissão

Depois de afirmar ter vivido dois milagres – incluindo a cura de um câncer – e de ter sido nomeado diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte, Roberto Alvim contou, em seu perfil no Facebook, ter sido dependente químico e alcoólatra por 20 anos.

O diretor do Club Noir afirma que faz tratamento desde 2016. E que recebeu, na terça, alta de seu médico. “Eu encarava a autodestruição como algo que tinha que fazer parte da minha identidade como artista”, escreveu.

Delivery

Marcelo Odebrecht, pelo que se apurou, fez festança de sushi em casa quarta-feira à noite. Seu motorista foi visto pegando encomenda de R$ 4 mil no restaurante Nagayama do Itaim.

O empresário ainda cumpre pena de prisão domiciliar com direito a apenas duas saídas por ano, mediante autorização da Justiça.

Reinvenção

A Universal Music Brasil vai lançar uma plataforma de negócios. Quer oferecer aos usuários produtos de merchandising cujo catálogo será composto por seus artistas. Ou seja, a cara de músicos como Zeca Pagodinho será estampada em almofadas, quadros e bonés. A data do lançamento é dia 26.

Carreira solo

O produtor musical Fernando Cutait decidiu investir na produção de shows de música brasileira e latina fora do País. O primeiro foi sábado passado, em Miami, e contou com grandes nomes como Yamandu Costa, Eliane Elias e Sammy Figueroa. Reuniu mais de 700 pessoas no Adrienne Arsht Center.

Leia mais notas da coluna:
+ Acordo Mercosul-União Europeia pode sair ainda hoje
+ Advogadas criminalistas querem criar guia de ‘melhores práticas’

Tendências: