Percorrendo o Brasil, Pedro Guimarães, da Caixa, prepara livro

Sonia Racy

18 de julho de 2021 | 00h40

PEDRO GUIMARÃES. FOTO: WATERSON ROSA

Os brasileiros conhecem pouco seu próprio País de dimensões gigantes. Para passar a experiência que tem tido na Caixa, Pedro Guimarães, presidente do banco, pretende escrever… um livro relatando o que viu ao conhecer pelos menos 250 cidades do Brasil –mas só depois que deixar o cargo público.

O executivo carioca, depois que assumiu a instituição financeira, viajou todos os fins de semana (105) para algum lugar onde o banco tenha agência. “Bolsonaro me aconselhou: menos Brasília e mais Brasil, estou seguindo a risca”, contou à coluna. Ontem mesmo estava em Missão Velha, no interior do Ceará, inaugurando uma agência nova.

Somos…aprendizes…

Guimarães relata ter tomado contato com “o outro lado da Faria Lima” nesse seu périplo. “Mudou radicalmente minha vida. Antes, minha imagem de pobreza extrema era a da Rocinha, no Rio. E, hoje, apesar saber que ali existe muita gente carente, nada se compara ao que vi no Norte e Nordeste”.
Em relação ao meio ambiente, a Caixa montou programa anual de preservação de R$ 150 milhões, por meio de microcrédito, em benefício de comunidades.

Pingos nos is

Acometida pela Síndrome de Estocolmo, a coluna trocou os nomes. Quem desistiu de disputar à presidência da OAB-SP foi Anderson Pomini para apoiar a candidatura de Leonardo Sica da oposição.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.