Pen drive na tribo

Redação

17 de janeiro de 2010 | 06h00

A memória dos povos Timbira está prestes a ser digitalizada. A tarefa, a ser executada pelo Centro de Trabalho Indigenista, inclui a catalogação de bens espalhados por três museus e pesquisas de muitos antropólogos.

Para o bem da tribo, espera-se que o pajé e o cacique não esqueçam as suas senhas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.