Pelas mulheres

Sonia Racy

28 de maio de 2016 | 00h11

Com o País ainda sob choque após o caso de estupro no Rio, Flavia Piovesan já foi convidada – mesmo antes de sua posse como secretária dos Direitos Humanos do governo Temer – para reunião na terça-feira, no Rio, que discutirá a violência contra as mulheres.

À coluna, a procuradora paulista, que deve tomar posse na segunda ou mesmo terça, adiantou que pedirá no encontro “a plena e imediata implementação da Lei Maria da Penha”.

Para Piovesan, o episódio brutal “tem um componente de vulnerabilidade física, moral e psíquica” – a menina só tem 16 anos – e também “um requinte de crueldade, com a exposição na internet”.