Pedido de defesa de dona Marisa não fazia sentido, diz jurista

Pedido de defesa de dona Marisa não fazia sentido, diz jurista

Sonia Racy

22 de novembro de 2017 | 01h20

ARY OSWALDO MATTOS FILHO

ARY OSWALDO MATTOS FILHO. FOTO: JF DIORIO/ESTADÃO

Não faria sentido, na avaliação de Ary Oswaldo Mattos Filho, o pedido da defesa de dona Marisa Letícia para que ela fosse absolvida no processo que tramita em Curitiba, já que Sergio Moro havia decretado a extinção de sua punibilidade.

Absolver, no caso, “significaria ignorar por inteiro toda a investigação e o processo – o que, não se justificaria”, resumiu.

Leia mais notas da coluna:

RenovaBR selecionará bolsistas entre mais de 4 mil interessados

Companhia das Letras é hostilizada nas redes sociais

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: