Pedágio

Direto da Fonte

25 de junho de 2013 | 01h06

Mesmo surpreendidas com o anúncio de Alckmin ontem, as concessionárias têm duas fórmulas prontas para que a suspensão do reajuste dos pedágios não afete seus bolsos. Calcula-se que elas perderão R$ 500 milhões por ano.

A primeira é simples e fácil de aplicar: o que vão perder será descontado do que pagam ao Estado pela concessão.

Pedágio 2

A segunda é mais complicada: mudar o formato da concessão para o modelo do metrô. O Estado paga à concessionária uma tarifa técnica fixa, diferente da tarifa pública.

Curiosidade: atualmente, o metrô linha 4 paga, por passageiro transportado, um preço mais baixo do que a tarifa cobrada do usuário.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.