PEC de tucano no Senado veta réus em cargos de poder e pode atingir Lula

Sonia Racy

07 Março 2017 | 12h27

Já tramita na CCJ do Senado uma PEC que propõe, sumariamente, que réus em processo penal sejam proibidos de ocupar a chefia de cargos nos três Poderes da República. Apresentado pelo tucano Ricardo Ferraço, o texto é uma resposta a outra PEC que defende exatamente o contrário, e que foi apresentado por Romero Jucá, no qual este blindava os presidentes da Câmara e do Senado. 
 
Jucá pretendia de imediato, na ocasião, evitar problemas para Renan, Rodrigo Maia e para Eunício de Oliveira, então candidato à sucessão de Renan na presidência do Senado. A iniciativa de Ferraço estabelece que, se o envolvido já estiver exercendo o cargo, deve ser afastado em 48 horas.  
 
Mas a PEC de Ferraço pode ter uma consequência mais importante: atrapalhar os planos de Lula. Se ela for aprovada, o petista pode ser impedido de lançar sua candidatura à Presidência em 2018.