Patrocinadores da CBF desaprovam volta de Caboclo ao comando da entidade

Patrocinadores da CBF desaprovam volta de Caboclo ao comando da entidade

Sonia Racy

15 de julho de 2021 | 00h40

 

Rogério Caboclo. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Patrocinadores da CBF não querem ouvir falar de uma possível (mas remota) recondução de Rogério Caboclo ao comando da entidade, após as denúncias de assédio sexual e moral feitas por sua assistente pessoal.

Culpa de……quem?

Responsáveis por grande parte dos recursos que movimentam o futebol brasileiro, as empresas parceiras, pelo que se apurou, consideram que a estratégia de defesa de Caboclo dificilmente dará resultado. Os advogados adotaram a tentativa desqualificar a funcionária que denunciou o “mandachuva” do futebol brasileiro.

Frenesi nacional

Das oito bases que o Time Brasil tem hoje no Japão, montadas para os atletas fazerem aclimatação, a OTA, sediada em Tóquio, tem se deparado com uma exigência diária: feijão. Segundo fonte da coluna hospedada na base, a seleção masculina de vôlei, o tae-kwon-do, o vôlei de praia, o handebol masculino, “todo mundo para no feijão, todos comem feijão, é uma loucura, não pode faltar feijão”.

Feijão está valendo mais que…ouro

Quem vem

Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal, confirmou presença na reinauguração do Museu da Língua Portuguesa, dia 31. Com a cerimônia restrita a convidados, o evento será transmitido pelas redes do museu. Quando abrir para o público, dia 1, os ingressos só poderão ser adquiridos pela internet, com dia e hora marcados.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.