Pasto

Sonia Racy

02 Julho 2010 | 06h08

Os dirigentes da CBF estão espertos. Nada de misturar grama artificial e natural nos campos da Copa de 2014. A fórmula foi vendida para os sul-africanos como solução para gramados perfeitos. E o resultado não poderia ter sido pior.