Passarela do aeroporto de Congonhas enfim sairá do papel

Passarela do aeroporto de Congonhas enfim sairá do papel

Sonia Racy

07 Abril 2017 | 11h41

Imagem Passarela 3

A passarela pronta, em ilustração do projeto

Demorou, mas os moradores da área de Congonhas conseguiram. Hoje está sendo anunciada, após uma espera de quase 20 anos, a reforma da passarela do aeroporto.

A nova passagem vai ter cobertura, elevadores, rampas para pessoas com mobilidade reduzida e uma praça ao lado do aeroporto.  Vai custar em torno de R$7,5 milhões – e sem dinheiro público. O financiamento será garantido por um pool de empresários, reunidos na ONG Associação dos Amigos da Passarela. Cerca de 3.000 pessoas utilizam diariamente o local. 

O grupo tenta desde 1999 aprovar essa reforma, em obra que foi tombada pelo Patrimônio Histórico. A planta original, de 1974, foi criada pelo arquiteto Villanova Artigas. Um de seus netos, Marco Artigas, e a arquiteta Helena Camargo foram os responsáveis pelo desenvolvimento do novo projeto.