Para todos

Sonia Racy

11 de dezembro de 2012 | 01h05

Aldo Rebelo ficou surpreso ao ser informado, pela construtora Andrade Mendonça, que o Castelão, em Fortaleza, terá mais assentos para portadores de necessidades especiais do que exige o Ministério do Esporte.

Serão 2,5% de suas 64 mil cadeiras – a lei estabelece 1%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.