Para ser direito

Sonia Racy

16 de fevereiro de 2014 | 01h06

O Alana, instituto de defesa dos direitos da infância, enviou carta a MEC e OAB pedindo inclusão do Estatuto da Criança e do Adolescente nos cursos de Direito do País. Como disciplina obrigatória.

Das dez tradicionais faculdades, apenas uma – PUC/SP – tem o ECA em sua grade curricular regular.[TEXTO] E na USP, o estatuto aparece apenas como disciplina eletiva.

Direito 2

A OAB já respondeu ao Alana. Disse que a sugestão foi incluída em seu “rol de debates”. O MEC ainda não se manifestou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.