Para ‘refundar o sistema’, jurista entra na cruzada por Constituinte

Sonia Racy

19 Dezembro 2016 | 11h00

A campanha por uma “Constituinte 2017” ganha hoje nova adesão: a do jurista Modesto Carvalhosa. Em homenagem que receberá à tarde, no Tribunal de Justiça — que lhe concede o Colar do Mérito Judiciário  –, ele vai propor que se convoque uma “Constituinte independente”, para “refundar o sistema político e eleitoral”.

“Temos de modificar totalmente o sistema”, advertiu ontem o advogado. O que, segundo ele, inclui um debate mais amplo, que inclua temas como parlamentarismo e o papel dos Estados na federação.

O plano de Carvalhosa se soma a projeto já apresentado no Congresso pelos deputados Miro Teixeira e Rogério Rosso — e que só será discutido no ano que vem. Os dois deputados, no entanto, focam seu projeto em uma reforma político-eleitoral, cuja agenda trataria de novos modelos de financiamento de campanha, cláusula de desempenho dos partidos, fim das coligações proporcionais e voto distrital.