Para poucos

Sonia Racy

14 de maio de 2010 | 08h05

Walter Salles abriu exceção e mostrou, após o debate anteontem, o curta-metragem encomendado para comemorar os 60 anos do Festival de Cannes. As cenas de seu filho, Vicente, aos seis meses de vida vendo o Grande Ditador, de Chaplin, emocionaram a plateia. Por que não exibi-las mais vezes? “O filme é muito pessoal para rodar o mundo”, justificou o cineasta.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: