Para poucos

Sonia Racy

11 de fevereiro de 2014 | 01h07

Gabriel Chalita reuniu (sexta-feira, em seu apartamento em Higienópolis) Alckmin, Michel Temer e Ricardo Lewandowski, entre outros, para jantar em homenagem a José Renato Nalini– que, na semana passada, assumiu a presidência do TJ-SP.

O centro das atenções, entretanto, acabou sendo Walcyr Carrasco, autor de Amor à Vida. A discussão girou em torno da cena histórica do beijo gay, mas também dos crimes cometidos pelos personagens da novela da Globo: só a vilã Aline (papel de Vanessa Giácomo) acabou presa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.