Para Macri, ‘falta pouco’ para resolver crise da Venezuela

Para Macri, ‘falta pouco’ para resolver crise da Venezuela

Sonia Racy

05 de agosto de 2016 | 18h00

FOTO SONIA RACY/ESTADÃO

FOTO SONIA RACY/ESTADÃO

Acompanhado da mulher, Juliana, o presidente argentino Mauricio Macri acaba de conversar com Temer — que o recebeu, no Itamaraty, ao lado de Serra e do governador do Rio Luiz Fernando Pezão. A cerimônia, que inclui muitos outros líderes políticos mundiais, antecede a ida de todos para o Maracanã, onde acontecerá às 20 horas a abertura da Olimpíada.

O encontro Temer-Macri foi de poucos minutos, e um dos grandes assuntos do continente no momento, a crise do Mercosul, provavelmente não foi abordada. Mas à coluna, Macri fez breves comentários sobre o grupo — que no momento está sem presidente, visto que Brasil, Argentina e Paraguai não aceitam que o cargo seja passado à Venezuela.

“As coisas (no Mercosul) estão bem, à exceção da Venezuela”, resumiu o presidente.

Vão tirar ela do bloco? Enigmático, respondeu: “Falta pouco…”.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: