Para FHC, Tasso tem ‘capacidade de ampliar forças’

Sonia Racy

27 de abril de 2021 | 00h40

TASSO JEREISSATI

TASSO JEREISSATI. FOTO: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

 Ao ser consultado ontem sobre a disposição de Tasso Jereissati em entrar na disputa de 2022 – o senador admitiu pela primeira vez, em entrevista ao Estadão, que pode disputar as prévias – FHC observou à coluna que o tucano pode ser um nome catalisador que satisfaça o centro. “Acho muito positivo, ele tem capacidade de ampliar forças”, resumiu o ex-presidente.  

 Entretanto, entre os tucanos, há quem duvide que Tasso vá mesmo aceitar o desafio gigante. Pelo que se apurou, sua família não vê com bons olhos a dura campanha política que certamente será para lá de desgastante 

 Esperado 

 Votante do Oscar, Anna Muylaert não se surpreendeu com os resultados deste ano, como a estatueta de melhor filme e direção para Chloé Zhao, primeira asiática e segunda mulher a vencer na categoria de melhor direção. “A academia, ao mudar o perfil de seu colegiado, convidando diretoras mulheres para participar do corpo de jurados, incentivou mudanças”, diz Anna. 

 A surpresa para a cineasta? A vitória de Anthony Hopkins. “Não que ele não mereça, mas havia uma tendência a premiar os atores negros”, diz. 

 Esperado 2 

 Já para Flavio Tambellini, o Oscar, por tradição, sempre seguiu a tendência do que está acontecendo no mundo. “Acho super positivo. É impossível ignorar assuntos como o de diversidade racial e de gênero”, diz o cineasta.  

Gostou 

 Regina Duarte elogiou, para amiga em comum, Josias Teófilo – diretor de Jardim das Aflições, sobre Olavo de Carvalho.  

 A ex-secretária disse que o que mais gosta no cineasta é que “ele não cai nas tentações de polarização”. Regina escutou entrevista dada ontem pelo pernambucano sobre seu novo filme, Nem Tudo se Desfaz, em que levanta as causas da eleição de Bolsonaro. Também gostou do trailer do longa “forte e destemido.” 

 Metros quadrados 

 A casa que pertenceu a Dener, no Pacaembu, está à venda por R$ 3.3 milhões. O imóvel – hoje do ex- assistente do estilista, José Gayegos – é famoso por ter abrigado festas com socialites dos anos 1970.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.