Para cúpula tucana, Alckmin ‘extrapolou’ nas críticas ao PSDB

Sonia Racy

23 de fevereiro de 2019 | 00h55

GERALDO ALCKMIN

GERALDO ALCKMIN. FOTO: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

No entendimento de uma alta fonte da cúpula tucana, Geraldo Alckmin “extrapolou” nas críticas feitas ao PSDB no encontro da quarta-feira em Brasília – entre elas as de que o estatuto interno “está defasado” e o partido “nunca teve Código de Ética”.

Presente à reunião, a fonte disse à coluna que considera essencial, na responsabilização de pessoas, “separar casos que não são isonômicos”. E entende que nos casos judicializados – como os de Aécio, Marconi Perillo e Eduardo Azeredo – a solução é que se licenciem para se defender.

Leia mais notas da coluna:
STJ vai analisar propostas do pacote anticrime de Moro
Missa para Boechat acontece amanhã

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: