Para combinar

Sonia Racy

31 de maio de 2014 | 01h08

Marcada para dia 7, foi adiada a inauguração do Museu Pelé, em Santos. Motivo? A conciliação das agendas de Pelé, Dilma e Alckmin. O esforço, agora, é para tentar abrir as portas do espaço – que custou R$ 50 milhões – antes do dia 15.

Em tempo: Pelé gravou ontem comercial chamando para a inauguração. Vai ao ar nos próximos dias.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: