Para chamar de nosso

Redação

12 de dezembro de 2008 | 06h00

Antes da estréia de Ronaldo e a tempo da reeleição para presidente, em fevereiro, o presidente do Corinthians, Andrés Sanches, pretende dar outra boa notícia aos torcedores. Está em fase avançada a negociação entre a Prefeitura e o timão pelo arrendamento do estádio do Pacaembu.

Há quem diga, até, que a vinda do craque e o estádio são parte de uma mesma estratégia. O arrendamento deve copiar o modelo do que foi assinado entre a prefeitura do Rio e Botafogo. O clube paga um preço simbólico e em troca faz a manutenção do Engenhão.

O prefeito Gilberto Kassab queria dar a notícia em agosto, mas achou melhor deixar passar as eleições. E agora espera outra eleição, no Corinthians.

Para não ser acusado de beneficiar, dentro do clube, a candidatura da situação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: