Para baixo

Sonia Racy

15 de junho de 2010 | 08h05

O governo norte-coreano proibiu que a população assista aos jogos de “inimigos”, como EUA e países da Europa. O de hoje, contra o Brasil, poderá ser visto. Mas não ao vivo.

É que o país de Kim Jong-il pretende editar todas as partidas que forem liberadas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.