Papelada

Sonia Racy

19 de setembro de 2013 | 01h05

Celso de Mello encomendou um estudo ao próprio STF sobre mudanças legislativas para embasar, historicamente, seu voto de ontem – pela aceitação dos embargos infringentes.

Objetivo? Defender que caberia ao Congresso Nacional mudar a lei para revogar o uso desse tipo de recurso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: