Palavra dada

Redação

05 de dezembro de 2008 | 06h00

A família Lorentzen – aquela que vendeu sua parte na Aracruz para os grupos VCP e Safra – está sossegada. A pedidos dos compradores que temiam perder o negócio à época, o contrato está absolutamente amarrado.

E, ao que consta, vai ser cumprido depois da negociação de preço.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: