Paciente zero

Sonia Racy

06 de novembro de 2012 | 02h10

A depender de informação que chegou a Brasília, o primeiro detento a ser transferido para um presídio federal será Piauí – Francisco Antônio Cesário da Silva, um dos principais traficantes da favela de Paraisópolis. Ele hoje cumpre pena na penitenciária de Avaré, interior de São Paulo.

Preso em agosto deste ano por sequestro, é suspeito de mandar matar policiais militares na zona sul de São Paulo.

Paciente 2

A decisão deve ser sacramentada em reunião entre José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, Antônio Ferreira Pinto, secretário de segurança paulista, e Lourival Gomes, da secretaria de administração penitenciária do Estado.

Pelo que se apurou em São Paulo junto a fontes da secretaria de administração penitenciária – que não confirmam a escolha de Piauí –, a ideia é transferir presos cuja culpabilidade possa ser comprovada.

Afinal, a Justiça tem de autorizar o deslocamento de um preso para outra unidade e só o fará ante fatos claros em relação a ordens para eliminar integrantes da PM.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.