Outro lado

Sonia Racy

18 de fevereiro de 2016 | 00h46

Após vídeo divulgado pelo Bar Quitandinha, anteontem, Eduardo Carnelós, advogado da casa, se posicionou sobre o episódio envolvendo o bar e o relato de assédio feito por Júlia Velo. As imagens das câmeras de segurança, diz ele, “combinadas com o que se divulgou nas redes por quem acusa”, deixam claro que “se crime há, é contra a reputação do bar”.

Para ele, os funcionários do local “agiram para preservar a calma e o bem-estar de todos os clientes que ali estavam”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.