Outro front

Sonia Racy

28 de fevereiro de 2013 | 01h03

E nem só de dor de cabeça no Brasil vive Joseph Blatter. O presidente da Fifa agendou uma série de reuniões com a federação russa e também com clubes locais para tentar entender os recentes episódios de racismo em jogos de futebol no país.

A Rússia sediará a Copa de 2018.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.