Os truques de Cabral que Moro descobriu

Sonia Racy

18 de novembro de 2016 | 00h56

O método usado nos depósitos feitos para Sergio Cabral e Adriana Anselmo chamou a atenção de Sergio Moro. Para driblar o Coaf, os valores era fracionados em… R$ 9.900 em dias consecutivos.

Moro cita, por exemplo, transações de 2007, quando Cabral recebeu depósitos com o mesmo valor nos dias 22, 23 e 26 de novembro e 27 e 28 de dezembro.

A prática era recorrente até 2014.

As novas rotinas do filho de Cabral

Tem gente na Sociedade Hípica Brasileira, localizada no Rio, querendo saber se João Pedro Cabral – filho de Sérgio Cabral, preso ontem pela PF – vai continuar a saltar por lá. Montando cavalos que chegam a custar mais de US$ 1 milhão.

E também se ele vai voltar para a recém-comprada cobertura no Arpoador.

Sacoleira

As joalherias do Rio estão, assim, tristes. É que Adriana Anselmo, mulher de Cabral, sempre comprou muitas joias pagando em… dinheiro vivo.  

Tendências: