Oriente quente

Direto da Fonte

19 de fevereiro de 2015 | 01h09

A Eletrobrás, segundo se conta, está com um olho voltado para o Oriente – parte da estratégia de se descolar da crise que abate o setor elétrico.

Chineses da State Grid e japoneses de Sumitomo e Itochu já teriam demonstrado interesse em participar, como investidores, de alguns projetos com a brasileira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.