Orelha quente

Sonia Racy

05 de novembro de 2014 | 01h06

O ouvido de Ricardo Lewandowski ardeu anteontem – literalmente. Tanto que o presidente do STF teve de dar uma passada no Hospital Albert Einstein para fazer exames.

Nada sério: o ministro comandou normalmente a sessão do Supremo, ontem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.