Ora, a lei

Sonia Racy

19 de março de 2015 | 01h09

Para Eliana Calmon, que denunciou os “bandidos de toga” quando corregedora do CNJ, o pacote anticorrupção anunciado ontem por Dilma“é uma grande enganação”. Por quê? Porque o Brasil “tem uma legislação anticorrupção muito boa”. E o que falta “é sua adequada aplicação”.

Ora, a lei 2

Na terça, em evento em SP, a ministra – que foi candidata do PSB ao Senado pela Bahia – já havia criticado “a visão simplista de juízes” que dão uma liminar “sem pensar nas consequências do seu ato e, aí, arrebentam uma empresa”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: