Operação recorde leva a estaleiro de Itaguaí o futuro submarino S40

Operação recorde leva a estaleiro de Itaguaí o futuro submarino S40

Sonia Racy

14 Janeiro 2018 | 20h51

 

 

 

PARTE DO S40 DA MARINHA ENTRA NO ESTALEIRO EM ITAGUAÍ. FOTO MARINHA DO BRASIL

Foram meses de preparação, que incluíram a retirada de muitos fios da rede elétrica do caminho. Depois, 11 horas para percorrer, lentamente, um trajeto de cinco quilômetros. Tudo para que, neste domingo, 13, a Marinha  do Brasil pudesse transportar o que foi, provavelmente, um recorde: uma parte do futuro submarino S40, que exigiu  uma prancha móvel de 320 rodas, espalhadas por 40 metros, mais 12 de altura, sobre a qual estavam… 619 toneladas.

As três subpartes do S40 foram deixadas no Complexo Naval de Itaguaí (SC), onde será montado o primeiro submarino convencional do Programa de Desenvolvimento de Submarinos, da Marinha do Brasil. A Itaguaí Construções Navais é que cuidará da montagem final.

Segundo a assessoria da Marinha, o plano é lançar o S40 ao mar ainda no segundo semestre. Outras três unidades semelhantes estão no programa, que inclui mais adiante o primeiro submarino do País com propulsão nuclear.