Operação Identidade

Redação

15 de novembro de 2008 | 06h00

Começa na semana que vem uma campanha da Presidência da República para que todo brasileiro tenha certidão de nascimento – um problema que, nas contas do IBGE, afeta 400 mil crianças por ano. Com o slogan “Registro de Nascimento: Um Direito que dá Direito”, as peças serão veiculadas em rádio e TV em mil cidades, no Norte e no Nordeste. São os municípios considerados os mais pobres do País.

O objetivo é diminuir os sub-registros, diferença entre o número de nascidos vivos e o informado pelos cartórios. Esse percentual está hoje em 12,7%. O governo quer até 2010 derrubar esse índice para 5%.

A campanha, que vai recorrer até a carro de som, também pretende chegar aos adultos sem registro. Vai durar um mês e custar R$ 7 milhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.