Omissão?

Sonia Racy

11 de dezembro de 2010 | 23h06

A Defensoria Pública entrou com ações indenizatórias contra a prefeitura de Taubaté. Acusa o governo por mortes e omissões em atendimentos no pronto-socorro da cidade nos últimos dois anos. Duas pessoas morrem por dia na unidade.

Exemplo? Um paciente chegou ao hospital com dores de cabeça. Receitaram dipirona. Mas era gripe suína e ele faleceu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: