Olho por olho

Redação

26 Fevereiro 2010 | 08h37

Salman Rushdie decidiu colocar no papel a perseguição que lhe move, há duas décadas, o governo do Irã. O escritor, confirmado para a Flip, foi jurado de morte pelos líderes islâmicos por ter publicado o livro Versos Satânicos.

Agora, o governo do Irã vai ameaçá-lo com o quê?