Olho no lance

Sonia Racy

28 de maio de 2011 | 23h04

Juvenal Juvêncio provou a legalidade de seu terceiro mandato à frente do SPFC no TJ-SP. Mas a oposição não se deu por satisfeita e entrou com reclamação no Supremo Tribunal Federal, semana passada.

Carlos Miguel Aidar, do Aidar SBZ, que cuida do time no caso, diz estar confiante na autonomia dos clubes para decidir questões como essa no âmbito do conselho deliberativo. E não de assembleias gerais, como sugerem os opositores a Juvêncio.

Tendências: