Olho gordo

Redação

08 de outubro de 2008 | 08h16

E não só de restrição à importação de leite chinês vive a Anvisa. A agência também está de olho nos remédios para emagrecer. “Esses medicamentos não podem continuar sendo prescritos da forma como estão”, reclama Dirceu Raposo, presidente da agência, contabilizando: de janeiro a julho, foram consumidos 170 milhões de cápsulas. Quase uma por habitante.

A proibição da venda em território nacional será discutida no fim do mês, em reunião com o Conselho Federal de Medicina e com o Conselho Federal de Farmácia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: