Oito galerias internacionais e 83 nacionais participam da SP-Arte

Oito galerias internacionais e 83 nacionais participam da SP-Arte

Sonia Racy

12 de outubro de 2021 | 00h50

Obra de Sepp Baendereck, intitulada Playtime, de 1970, da Galeria MaPa, estará na SP-Arte.

No dia 20, começa a SP-Arte, esperando público presencial. E mesmo ante a pandemia, oito galerias internacionais confirmaram presença na feira, como a Labor Gallery, da Cidade de México, e a Marian Goodman Gallery, que tem unidades nos Estados Unidos, na França e Inglaterra.

Paisagem

São 83 galerias nacionais que vão participar. A Almeida e Dale, por exemplo, expõe 23 obras, além de álbum com oito gravuras de Lasar Segall. Com curadoria de Giancarlo Hannud, que dirigiu o Museu Lasar Segall de 2018 e 2020, a exposição traça um panorama da produção artística de Segall, com obras das décadas 1910-1950. A SP-Arte acontece na Arca, galpão industrial na Vila Leopoldina, zona oeste da cidade.

Livro e TikTok

A Arqueiro ganhou leilão para publicar a edição brasileira de The Spanish Love Deception (ainda sem nome em português).

A comédia romântica de Elena Armas, inicialmente publicada de forma independente pela autora espanhola, começou a bombar no TikTok.

Póstumo

O romance inédito A Estátua de Sal de Sodoma, do crítico de teatro Alberto Guzik – morto em 2010 – vai ser publicado pela Associação dos Artistas da Praça, que gere o projeto da SP Escola de Teatro.

O manuscrito foi deixado aos cuidados do dramaturgo Ivam Cabral – que escreve o posfácio da obra. A apresentação será feita por Gerald Thomas.

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.